30 de novembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
29/06/22 às 15h29 - Atualizado em 30/06/22 às 15h29

Absoluta Prioridade da Defensoria chega ao Núcleo Bandeirante

COMPARTILHAR

 

 

Justiça e cidadania marcam o lançamento simbólico do Projeto Absoluta Prioridade no Núcleo Bandeirante. Em parceria com a Administração Regional, o Conselho Tutelar, a Coordenação de Ensino e outras instituições, a iniciativa deve levar dezenas de serviços de qualidade para a população. 

 

O Projeto Absoluta Prioridade da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) foi apresentado, nesta quarta-feira (29), à região administrativa do Núcleo Bandeirante. Representantes da Administração Regional do Núcleo Bandeirante e da Defensoria do DF se reuniram com diretores(as) de escolas públicas, líderes comunitários e associações parceiras da população, no Auditório Garcia Neto.

 

Para solucionar os casos de centenas de crianças e adolescentes sem o registro paterno nos documentos civis, o Projeto Absoluta Prioridade unifica uma rede de atendimentos, partindo da realização de exames de DNA gratuitos para atendimento jurídico, orientação psicossocial, serviços especializados, cursos exclusivos e ações parceiras. 

 

À vista de beneficiar a população com assistência jurídica, gratuita e de qualidade, as equipes da DPDF em parceria com a região administrativa e um leque de instituições irão iniciar as atividades do Absoluta Prioridade a partir do dia 11 de julho das 08h às 12h e das 14h às 18h. Segundo o Administrador Regional do Núcleo Bandeirante, Claudio Márcio, a iniciativa significa levar direitos a quem mais precisa:

 

“A importância desse Projeto para o Núcleo Bandeirante é trazer a população mais perto da Justiça, em demandas que as comunidades carentes não têm condições de pagar um advogado e não tem conhecimento dos seus direitos. Então, essa é a nossa principal função: trazer a população vulnerável para mais perto da Defensoria Pública”, afirma o Administrador.

 

(Foto : Waleria Dutra, Evenin Ávila, Amilcar Peixoto, Cláudio Márcio)

 

Em diálogo com a Coordenação Regional de Ensino, os primeiros passos do Projeto serão voltados para mapear as demandas do Núcleo Bandeirante, principalmente, no que se refere aos menores de idade que devem participar da investigação parental. Após o diagnóstico inicial, crianças e adolescentes com suas respectivas famílias são encaminhados para a realização dos exames de DNA gratuitos, sessões de mediação e outros atendimentos.

 

Com base na perspectiva mediadora, o processo de investigação do material genético dura aproximadamente 30 dias e evita um desgaste judicial que poderia se estender por anos. O Projeto Absoluta Prioridade promove, então, a pacificação dos conflitos familiares e o exercício pleno da cidadania, por meio do reconhecimento da paternidade, mas também oferece profissionalização e Educação em Direitos.

 


 
Fonte 
Larissa Costa Silva
Asessora de Comunicação – DPDF
Mapa do site Dúvidas frequentes